(11) 2858-6805 - contato@moringadapaz.com 

Rua Tapajos, 187 - Luz - São Paulo - SP

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

Faça seu cadastro na nossa newsletter

Fotos:   Fausto Roim

Moringa da Paz e Outubro Rosa

Neste mês de conscientização acerca do câncer de mama, a Moringa da Paz ergue essa bandeira com orgulho. Afinal, o verde e o rosa também podem fazer uma combinação incrível!

 

Paloma Amorim - Moringa da Paz

 

Você já conhece o Outubro Rosa? Trata-se uma campanha internacional de combate ao câncer de mama, surgida nos EUA na década de 90 e que promove a conscientização sobre a prevenção e diagnóstico precoce dessa doença.

 

O nome da campanha remonta ao laço rosa usado desde a 1ª Corrida pela Cura em Nova York, que estimulava as pessoas, entidades e empresas a participarem da luta contra o câncer. Atualmente, durante todo o mês de outubro, prédios, monumentos, pontes e outras construções são iluminadas com a cor rosa Brasil a fora, além de eventos sobre o tema que contam com laços, balões, camisetas e outros objetos rosados.

 

O principal objetivo da campanha é incentivar mulheres de 40 a 69 anos a fazerem a mamografia para prevenir a doença ou descobrirem um possível diagnóstico de maneira precoce, de modo a aumentar as chances de cura.

 

A Moringa da Paz, tendo como uma de suas missões proporcionar qualidade de vida e ajudar as pessoas na terra, não ficaria de fora dessa grande campanha. Neste mês de conscientização em torno do câncer de mama e como forma de contribuirmos à causa, preparamos um material especial contendo as principais informações sobre o câncer de mama, principalmente em relação ao diagnóstico precoce, sintomas e formas de prevenção.

 

Câncer de Mama

 

O câncer de mama é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres do mundo todo, atrás somente do de pele, sendo responsável por 28% dos novos casos a cada ano. Ele costuma atingir mulheres a partir dos 35 anos de idade, com os riscos aumentando depois dos 50 anos.

 

Normalmente a doença é diagnosticada em exames de rotina quando são percebidos nódulos nos seios que, muitas vezes, a mulher não foi capaz de percebê-los somente com o autoexame das mamas, que deve ser realizado mensalmente.

 

O Ministério da saúde estima que somente em 2013 mais de 14 mil brasileiras morreram em virtude do câncer de mama, que é o 3º tipo de câncer que mais mata em nosso país. Diante desse cenário alarmante, a mamografia é a principal arma de combate e deve ser feita uma vez ao ano por todas as mulheres com 40 anos ou mais, uma vez que o diagnóstico precoce aumenta em mais de 95% as chances de cura.

Apesar de não substituir a mamografia, o autoexame é importante e deve ser feito todo mês, de 3 a 5 dias depois do início da menstruação ou em uma data fixa para aquelas que  não menstruam mais.

 

A mulher precisa conhecer o próprio corpo, tocando as mamas durante o banho, deitada ou em frente ao espelho. Caso note alguma das alterações abaixo, procure rapidamente um médico.

 

Principais Sintomas*:

 

- nódulos fixos e indolores;

- pele das mamas avermelhadas, retraídas ou com protuberâncias (parecendo "casca de laranja");

- alterações nos mamilos (bico dos seios);

- nódulos pequenos nas axilas/pescoço;

- saída anormal de líquidos das mamas.

 

*Nem sempre estes sinais estarão relacionados à doença, mas uma avaliação médica é essencial para detectá-la precocemente e aumentar as chances de cura.

 

Tratamento:

 

O tratamento normalmente consiste em uma cirurgia para a retirada do tumor, além de técnicas de radioterapia e quimioterapia. Por mais que esses procedimentos convencionais consigam evitar o crescimento do câncer de mama e prevenir a metástase (câncer avançado ou de estágio 4, que é quando ele acomete outros órgãos do corpo, como ossos, pulmões, fígado ou cérebro), eles enfraquecem o sistema imunológico e causam uma série de efeitos colaterais ao paciente, como:  perda de cabelo, alterações nas unhas, feridas na boca, perda ou aumento do apetite, náuseas e vômitos, diarreia, infecções - devido à diminuição dos glóbulos brancos; hematomas ou hemorragias - devido à diminuição das plaquetas; e fadiga - devido à diminuição dos glóbulos vermelhos.

 

Moringa da Paz na prevenção e tratamento do câncer de mama:

 

Apesar do câncer de mama não possuir uma causa específica, uma das principais formas de preveni-lo, reduzindo em até 28% o risco de a mulher desenvolvê-lo, é mantendo um estilo de vida saudável e equilibrado, alinhando a prática de atividades físicas à uma dieta saudável, balanceada e rica em nutrientes de origem vegetal, a exemplo dos produtos Moringa da Paz, 100% orgânicos, veganos e ricos em nutrientes.

 

A Moringa oleifera, ingrediente base dos Produtos Moringa da Paz, por conta de sua variedade de nutrientes, antioxidantes, anti-inflamatórios e aminoácidos essenciais ao corpo humano, está na categoria de superalimento, sendo recomendada por entidades internacionais, como ONU e OMS, além de estudada por universidades Brasil a fora.

 

A planta é usada na medicina tradicional há milênios no tratamento de diversas doenças, inclusive câncer de mama. Ela contém vários minerais importantes, possui um poderoso efeito antioxidante, é rica em fibras e combate diversos tipos de cânceres, por meio de seus importantes fitoquímicos (substâncias antioxidantes que conferem cor aos alimentos e protegem contra doenças) como: fenólicos, flavonoides, alcaloides, vitaminas, glicosídeos, esteróis, minerais e aminoácidos, que inibem o crescimento das células cancerígenas, inclusive de mama.

 

Estudos já comprovaram que uma quimioterapia que utilize a moringa como fonte vegetal natural é muito mais benéfica ao paciente que as formas convencionais, causando efeitos adversos e toxicidade mínimas para o corpo, além de proporcionar mais qualidade de vida e bem-estar.

 

Para saber mais sobre os produtos Moringa da Paz, acesse: http://www.moringadapaz.com/produtos

Compartilhe no Facebook
Please reload