(11) 2858-6805 - contato@moringadapaz.com 

Rua Tapajos, 187 - Luz - São Paulo - SP

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

Faça seu cadastro na nossa newsletter

Fotos:   Fausto Roim

Artigo do Dr. Joseph Mercola

13 Jul 2017

Este artigo do Dr. Joseph Mercola sobre a Moringa Oleifera foi compartilhado mais de 153 mil vezes: ele explica o histórico desta planta na medicina tradicional há séculos na aplicação em mais de 300 doenças, o que lhe confere o apelido de Árvore Milagrosa.

 

Com perfil nutricional inigualável, descobriu-se que possui ácido clorogênico em sua composição, o que reduz os níveis de açúcar no sangue (conforme publicação no Asian Pacific Journal of Cancer Prevention, na matéria há todas as referências científicas dos estudos divulgados) - um estudo revelou que as mulheres que ingeriram sete gramas de pó da folha da Moringa diariamente por três meses tiveram uma redução de 13,5% nos níveis de açúcar no sangue em jejum e outra pesquisa revelou que o consumo de 50 gramas de folhas da Moringa numa refeição reduziu o aumento no nível de açúcar no sangue em até 21% entre os pacientes diabéticos.

 

Mulheres que ingeriram 1,5 colher de chá do pó da Moringa por três meses tiveram os níveis de antioxidantes no sangue aumentados significativamente (o que reduz doenças, degeneração dos órgãos e envelhecimento). Os isotiocianatos, flavonoides e ácidos fenólicos  também têm propriedades anti-inflamatórias. Segundo o Epoch Times: "A forte ação anti-inflamatória da árvore é usada tradicionalmente para tratar úlceras estomacais”

 

A Moringa também reduz o colesterol: seus efeitos foram comparáveis aos da droga sinvastatina usada para o mesmo fim. Conforme observado no Journal of Ethnopharmacology:  "A Moringa Oleifera é usada na medicina tradicional tailandesa como cardiotônico. Estudos recentes comprovaram seu efeito hipocolesterolêmico. No estudo, em12 semanas de tratamento, ela reduziu significativamente os níveis de colesterol e a formação de placa aterosclerótica para cerca de 50% e 86%, respectivamente. Esses efeitos ocorreram em níveis comparáveis aos da sinvastatina.Os resultados indicam que essa planta possui atividades antioxidantes, hipolipidêmicas e antiateroscleróticas, além de potencial terapêutico para a prevenção de doenças cardiovasculares".

 

Até proteção contra toxicidade do arsênico ela fornece! Importante principalmente devido às notícias de contaminação de alimentos básicos, como o arroz. A contaminação da água com arsênico também tornou-se uma causa de preocupações globais com a saúde pública e um estudo revelou o seguinte:

 

"A coadministração do pó da semente da Moringa Oleifera [moringa] (250 e 500 mg/kg, via oral) e do arsênico aumentou significativamente as atividades de SOD [superóxido dismutase], catalase e GPx [glutationa peroxidase], com elevação no nível reduzido de GSH [glutationa] nos tecidos (fígado, rim e cérebro).Essas alterações foram acompanhadas de uma queda de aproximadamente 57%, 64%, e 17% em ROS [espécies reativas de oxigênio] sanguíneo, metalotioneína (MT) do fígado e peroxidação lipídica, respectivamente”.

 

Do ponto de vista digestivo, a Moringa é rica em fibras que, como colocou o Epoch Times: "funciona como um esfregão no intestino…limpando todo o lixo deixado por uma alimentação gordurosa". Também dignos de atenção são os isotiocianatos, com propriedades antibacterianas que podem ajudar a eliminar do seu corpo a H. pylori, bactéria envolvida na gastrite, úlcera e câncer gástrico.

 

Conforme divulgado na Fox News, esse é um alimento vegetal que exibe não só um, mas diversos poderes de cura possíveis:

 

"Quase todas as partes da planta são usadas para tratar inflamações, distúrbios infecciosos e vários problemas dos órgãos cardiovasculares e digestivos, ao mesmo tempo que melhoram o funcionamento do fígado e o fluxo de leite das mães em período de amamentação. Os usos da Moringa estão bem documentados nos sistemas ayurvédicos e unani de medicina tradicional entre os sistemas de cura mais antigos do mundo.

 

A Moringa é rica em diversos compostos que melhoram a saúde, como a moringina e moringinina, os potentes antioxidantes quercetina, quenferol, ramnetina e vários polifenóis. As folhas parecem ser as que recebem maior atenção do mercado, principalmente por seu uso para baixar a pressão alta, eliminar a retenção de líquidos e diminuir o colesterol.

 

Estudos mostram que as folhas da Moringa possuem atividades antitumorais e anticancerígenas devido em parte a um elemento chamado niaziminina. Experimentos preliminares também mostram atividade contra o vírus Epstein-Barr. Os compostos presentes na folha parecem ajudar a regular o funcionamento da tireoide, principalmente nos casos de hipertireoidismo. Investigações mais aprofundadas indicam atividade antiviral nos casos de Herpes simplex 1".

 

http://articles.mercola.com/sites/articles/archive/2015/08/24/moringa-tree-uses.aspx

 

 

 

Compartilhe no Facebook
Please reload